Zema quer diálogo entre governo e Congresso e diz que Brasil pede reformas.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), disse hoje em participação no UOL Entrevista que o Brasil “anseia” por reformas e fez um apelo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para que haja maior diálogo entre o governo federal e o Congresso. “Reformas passam necessariamente pelo Congresso Nacional”, afirmou o governador ao colunista do UOL Josias de Souza. “Ter abertura ao diálogo é fundamental”, completou.

Zema afirmou que as únicas reformas “de fato” que o país teve nos últimos 25 anos foram a reforma Trabalhista, aprovada na gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB), e a reforma da Previdência, aprovada no governo Bolsonaro. Como exemplos de reformas que, na avaliação do governador, ainda precisam ser feitas, Zema defendeu a necessidade de mudanças no funcionalismo público, nos impostos e na política.

“[Precisamos] Acabar com promoções automáticas, quinquênio, que ainda existem em alguns cargos na esfera pública. Precisamos de uma reforma tributária, para simplificar, não reduzir [impostos], e reduzir a insegurança jurídica que existe. E precisamos ainda de uma reforma política para melhorar a representatividade”, disse. O governador apontou como um problema o fato de um candidato a deputado por Minas Gerais, por exemplo, ter de fazer campanha nos mais de 300 municípios do estado. “[Isso] Encarece a campanha e, muitas vezes, faz com que ele não tenha representatividade.

Fonte: UOL Notícias

%d blogueiros gostam disto: