Policiais militares são investigados por suspeita de agressão a jornalistas em Alegrete

A Polícia Civil investiga denúncias de agressão por policiais militares a Alex Stanrlei, repórter, e Paulo de Tarso, diretor do jornal “Em Questão”, de Alegrete, na Fronteira do RS. A suposta agressão aconteceu no último dia 18, durante o registro de uma ocorrência de um crime de roubo de gado. O Comando Geral da Brigada Militar também vai abrir investigação.

O jornal fazia uma reportagem sobre o roubo de gado que, segundo o boletim de ocorrência, pertence ao Exército e a produtores da região. Os animais foram levados para a delegacia em um caminhão militar.

O repórter acompanhava a ocorrência e diz ter sido impedido de fazer imagens do caminhão do Exército, que estava estacionado na rua. Ele então chamou o diretor do jornal. No local, os dois relatam ter sofrido agressões e sido algemados.

Imagens gravadas pelo diretor mostram o momento em que um policial militar toma o celular com que ele gravava a situação.

A polícia militar disse que vai investigar a conduta dos policiais e que os jornalistas receberam voz de prisão por desacato à autoridade e resistência. Três boletins de ocorrência foram registrados pela polícia militar contra os dois profissionais da imprensa e o advogado deles, que também acompanhou a situação. Eles são acusados por desacato, calúnia, resistência à prisão e injúria.

Fonte/G1

%d blogueiros gostam disto: