Polícia abre inquérito para apurar denúncias de que professor abusava de alunas em Santa Maria

A delegada de Polícia de Proteção à Criança e ao Adolescente Santa Maria, Roberta Trevisan, informou  que foi instaurado um inquérito para apurar denúncias de que um professor do colégio Marco Polo teria abusado sexualmente de diversas alunas. As informações surgiram durante os últimos dias, através das redes sociais, quando uma jovem fez um texto no Facebook relatando uma situação.

Trevisan destacou que, hoje, as jovens são maiores de idade, mas as investidas teriam ocorrido quando eram adolecentes. “Várias meninas estão fazendo registro sobre o caso, principalmente depois do relatos nas redes sociais”, informou a polícial lembrando que o inquérito está na fase de investigação para apurar se as denúncias procedem ou não.

Em nota, o colégio afirmou que recebe com surpresa as informações. “O Colégio Marco Polo recebe com surpresa todos os relatos que estão vindo à tona pelas redes sociais referentes à conduta. Informamos que o professor foi afastado de todas as atividades ligadas ao Colégio Marco Polo e espera que a Polícia e o Ministério Público ajam de forma célere quanto às investigações”, diz o texto.

“O Colégio Marco Polo informa que está totalmente disponível para prestar informações para as autoridades competentes. Por fim, o Colégio Marco Polo se solidariza com todas as vítimas e presta o total apoio às mesmas, além de incentivar aquelas que quiserem colaborar com as investigações”, lê-se no comunicado.

Fonte/G1

%d blogueiros gostam disto: