Pandemia do coronavírus derrubou PIB do 1º trimestre; veja atividades mais afetadas em cada setor

As medidas de isolamento social e os impactos da pandemia de coronavírus na atividade econômica derrubaram o Produto Interno Bruto brasileiro já no 1º trimestre deste ano. Com exceção do agronegócio, todos os grandes setores do PIB pelo lado da oferta tiveram retração nos 3 primeiros meses do ano, segundo mostrou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As quedas mais acentuadas ou com maior impacto no resultado do PIB nos 3 primeiros meses do ano foram registradas na prestação de serviços e indústria extrativa. Já o consumo das famílias acusou o impacto pelo lado da demanda.

Algumas atividades, no entanto, foram mais abaladas que outras neste começo de ano, e a perspectiva é de uma retração ainda maior da economia brasileira entre abril e junho.

  • Serviços: -1,6% (1ª queda desde o 4º trimestre de 2016)
  • Agropecuária: 0,6%
  • Indústria: -1,4% (1ª queda desde o 4º trimestre de 2018), quando foi -0,4%
  • Indústria extrativa: -3,2%
  • Construção civil: -2,4%
  • Consumo das famílias: -2% (1ª queda desde o 4º trimestre de 2016)
  • Consumo do governo: 0,2%
  • Investimentos: 3,1%
  • Exportação: -0,9%
  • Importação: 2,8%

Para a pesquisadora Luana Miranda, do Ibre/FGV, mesmo em um cenário de reabertura da economia a partir do 2º semestre, os impactos da pandemia deverão se estender para além de 2020.

“Em 2021 é provável que o país recupere apenas parte das perdas acumuladas neste ano”, avalia.

Fonte/G1

%d blogueiros gostam disto: