Mudança no Hino

O deputado Estadual Luiz Fernando Mainardi (PT) está propondo a aprovação de uma lei para mudar o hino rio-grandense, especificamente o trecho “povo que não tem virtude, acaba por ser escravo”, considerado racista por historiadores e pelo movimento negro, por transferir a culpa pela escravidão às suas vítimas e não aos opressores. O projeto está pronto e deve ser  protocolado na Assembleia Legislativa, de acordo com o autor, no começo de fevereiro.

Mainardi está sugerindo uma nova forma, passando para ” Povo que não tem virtude, acaba por escravizar”. O Deputado informou que discutiu o tema com seus colegas da bancada do PT e se inspirou nos vereadores de Porto Alegre, que se manifestaram contra este trecho do Hino.

O projeto de lei deve ser protocolado em fevereiro na Assembleia e vai para discussão nas Comissões da Casa antes de ir a votação. O projeto foi apresentado a vereadora de Porto Alegre, Laura Sito.