‘Motivação toda foi na traição’, diz delegada sobre triplo homicídio em Passo Fundo

A Polícia Civil investiga um triplo homicídio em Passo Fundo, na Região Norte do Rio Grande do Sul. Os crimes aconteceram em maio. A delegada Daniela Minetto, responsável pelo caso, informou, na manhã desta segunda-feira (29), que a “motivação toda [do crime] foi na traição”.

A jovem Diênifer Padia, de 26 anos, o cunhado dela Alessandro dos Santos, de 35 anos, e a filha dele, Kétlyn Padia dos Santos, de 15, foram mortos por asfixia.

“O ex-patrão da Diênifer teve um relacionamento com ela, engravidou ela, e isso foi descoberto pela esposa dele. Essa é a motivação principal. A partir do nascimento da criança, a Diênifer passa a receber alguns bens e valores por parte do pai da criança. Não satisfeita, ela ainda estava solicitando, entrando em tratativas com o pai da criança, para que ele auxiliasse na montagem de uma loja de roupas para ela. A polícia acredita que esses fatores é que impulsionaram essa família a fazer o contrato dessas mortes. Da morte da Diênifer e das outras duas pessoas que acabaram morrendo em razão de serem testemunhas desse homicídio”, afirma a delegada.

Foi preso no sábado (27), em Casca, o homem que, segundo a polícia, é o pai do filho de Diênifer e ex-patrão da vítima. Um ex-policial militar, de 48 anos, já havia sido preso no dia 19 de junho. Ele teria sido contratado para realizar o crime.

Fonte/G1

%d blogueiros gostam disto: