Janeiro Branco

A campanha do Janeiro Branco entra em cena objetivando chamar atenção da sociedade em geral para a importância e a necessidade da abordagem da temática da saúde mental na vida das pessoas. O mês de Janeiro é a escolha desta campanha por ser geralmente um mês em que as pessoas se encontram mais voltadas a resoluções e metas para o ano.

Para este mês, as ações promovidas pela Prefeitura de Caçapava do Sul, através da Secretaria de Saúde, voltadas à Saúde Mental da população caçapavana serão intensificadas, ações de matriciamento e abordagem de questões que envolvam a Saúde Mental nos ESFs e Policlínica da cidade.

É de extrema importância termos em mente o impacto que a Saúde Mental tem na vida das pessoas tendo em vista nossa visão de sujeito atravessado por fatores biopsicossociais – fatores biológicos, psicológicos e sociais são capitais para o nosso desenvolvimento e constituição com saúde e que afetam-se mutuamente. Sendo assim, nosso equilíbrio mental pode ser afetado independentemente de doenças, por situações cotidianas que todos vivenciamos, como pressões internas e externas, conflitos de relacionamento, perdas ou desemprego, tendo reflexo inclusive na nossa saúde física e social.

 Assim como a saúde física que necessita de cuidados constantes, a saúde mental tem um papel importante na prevenção e tratamento de muitas doenças de saúde física. Muitas vezes prevenindo pioras, diminuindo o uso excessivo de medicações e/ou estimulando hábitos que levem a consciência nossas responsabilidades a respeito de nosso modo de vida.

SAÚDE MENTAL E PANDEMIA

No momento atual no qual enfrentamos tempos pandêmicos a importância com cuidados em relação a Saúde Mental deve ser redobrado levando em consideração os momentos de isolamento, adoecimento e perdas devido a COVID-19. A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulga algumas dicas importantes para dar suporte ao bem-estar mental e psicológico durante a pandemia:

• Evite assistir, ler ou ouvir notícias que te façam sentir ansioso ou angustiado. Procure informações principalmente para tomar medidas práticas para se preparar e proteger a si mesmo e a seus familiares. Procure novas informações em horários específicos durante o dia, uma ou duas vezes.

• Se atente aos fatos. Colete informações regularmente, no site da OMS

Para este mês, as ações promovidas pela Prefeitura de Caçapava do Sul, através da Secretaria de Saúde, voltadas à Saúde Mental da população caçapavana serão intensificadas, ações de matriciamento e abordagem de questões que envolvam a Saúde Mental nos ESFs e Policlínica da cidade.

É de extrema importância termos em mente o impacto que a Saúde Mental tem na vida das pessoas tendo em vista nossa visão de sujeito atravessado por fatores biopsicossociais – fatores biológicos, psicológicos e sociais são capitais para o nosso desenvolvimento e constituição com saúde e que afetam-se mutuamente. Sendo assim, nosso equilíbrio mental pode ser afetado independentemente de doenças, por situações cotidianas que todos vivenciamos, como pressões internas e externas, conflitos de relacionamento, perdas ou desemprego, tendo reflexo inclusive na nossa saúde física e social.

 Assim como a saúde física que necessita de cuidados constantes, a saúde mental tem um papel importante na prevenção e tratamento de muitas doenças de saúde física. Muitas vezes prevenindo pioras, diminuindo o uso excessivo de medicações e/ou estimulando hábitos que levem a consciência nossas responsabilidades a respeito de nosso modo de vida.

SAÚDE MENTAL E PANDEMIA

No momento atual no qual enfrentamos tempos pandêmicos a importância com cuidados em relação a Saúde Mental deve ser redobrado levando em consideração os momentos de isolamento, adoecimento e perdas devido a COVID-19. A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulga algumas dicas importantes para dar suporte ao bem-estar mental e psicológico durante a pandemia:

• Evite assistir, ler ou ouvir notícias que te façam sentir ansioso ou angustiado. Procure informações principalmente para tomar medidas práticas para se preparar e proteger a si mesmo e a seus familiares. Procure novas informações em horários específicos durante o dia, uma ou duas vezes.

• Se atente aos fatos. Colete informações regularmente, no site da OMS