Inter recebe documentos e desiste de recurso para punição de Moisés por expulsão no Gre-Nal

A empreitada jurídica do Inter para reduzir a punição a Moisés pelo envolvimento na confusão do primeiro Gre-Nal da história na Libertadores chegou a um fim precoce. E nada feliz. Após receber os fundamentos da decisão da Conmebol, o clube decidiu não recorrer da pena de quatro jogos de suspensão aplicada ao lateral-esquerdo.

Assim, Moisés só voltará a disputar a competição continental caso o Inter avance às oitavas de final. Ele perderá os quatro jogos restantes da fase de grupos e será substituído por Uendel.

A Conmebol ainda não definiu qualquer data para a retomada da Libertadores. Mas o clube gaúcho já ouviu da entidade uma sinalização extraoficial de que as partidas podem voltar a partir de setembro.

O departamento jurídico colorado havia solicitado os fundamentos da decisão à Conmebol há mais de um mês. Após a análise dos documentos, o Inter desistiu de recorrer da punição, conforme o vice-presidente jurídico Gustavo Juchem.

O regulamento da Conmebol para a Libertadores permite recurso apenas a punições acima de três partidas de gancho. Assim, o lateral-esquerdo era o único caso passível desta medida.

Além dele, Edenílson foi punido com suspensão de três jogos. Víctor Cuesta e Bruno Praxedes cumprirão suspensão automática. As penas também preveem multas.

Fonte/Globo Esporte

%d blogueiros gostam disto: